1x04: "THE JERSEY DEVIL" (O DEMÔNIO DE JERSEY)


Abrindo em 1947, a câmera mostra um homem sendo puxado para longe do seu carro e encontrado com a perna comida. A polícia procura pela floresta, cercando e matando uma enorme criatura que não é mostrada.

 

Corte para o presente, onde um homem desabrigado é encontrado com partes de seu corpo comidas e sinais de mordidas que parecem ser humanas. Mulder fala sobre o Demônio de Jersey, que Scully considera ser apenas uma história folclórica, deixando Mulder sozinho para investigar, enquanto ela vai para a festa de aniversário de seu afilhado.

 

Mulder conversa com alguns dos desabrigados, que lhe dizem ter visto a criatura por ali, e que a polícia também a conhece. Investigando o lugar, Mulder consegue ver o animal, mas acaba sendo preso. Isso o convence de que a polícia está acobertando os acontecimentos, com medo de que a verdade prejudique o turismo.

 

Mulder deseja que Scully o ajude a investigar o caso, mas ela tem um encontro e não pretende cancelar. "Ao contrário de você, Mulder, eu gostaria de ter uma vida normal", diz ela. Mais tarde, um guarda do parque diz ter encontrado o corpo de uma criatura do sexo masculino na floresta, e que a entregou às autoridades. Mulder desenvolve a teoria de que a companheira dessa criatura, depois de sua morte, resolve ir à cidade em busca de comida.

 

Mulder deseja que Scully o ajude a investigar o caso, mas ela tem um encontro e não pretende cancelar. "Ao contrário de você, Mulder, eu gostaria de ter uma vida normal", diz ela. Mais tarde, um guarda do parque diz ter encontrado o corpo de uma criatura do sexo masculino na floresta, e que a entregou às autoridades. Mulder desenvolve a teoria de que a companheira dessa criatura, depois de sua morte, resolve ir à cidade em busca de comida.

 

Mulder deseja que Scully o ajude a investigar o caso, mas ela tem um encontro e não pretende cancelar. "Ao contrário de você, Mulder, eu gostaria de ter uma vida normal", diz ela. Mais tarde, um guarda do parque diz ter encontrado o corpo de uma criatura do sexo masculino na floresta, e que a entregou às autoridades. Mulder desenvolve a teoria de que a companheira dessa criatura, depois de sua morte, resolve ir à cidade em busca de comida. Mulder persegue a mulher-animal mas é cercado por ela, que se assusta e foge quando Scully aparece. A criatura esconde-se na floresta, onde a polícia a acaba matando. Um exame revela um osso humano no seu aparelho digestivo.

 

Scully cancela um segundo encontro para trabalhar no caso com Mulder. Ela fez sua escolha. Quando Mulder pergunta: "Você não tem uma vida normal?", ela responde: "Continue com isso, Mulder, e vou acabar ferindo você, como fez aquela mulher-animal".

 

Enquanto isso, um homem e seu filho caminham pela floresta, e vemos o filho das duas criaturas escondido no mato.

 

Bastidores

Ao contrário das criaturas peludas do tipo Pé Grande, Carter desejava apresentar o Demônio de Jersey como um fracasso da evolução das espécies. "A idéia não era apresentar um monstro em si, mas quase um elo perdido", sugere ele.

 

Clare Stansfield, que tem 1.85m, fez o papel da mulher-animal, e passou a maior parte do episódio correndo nua de um lado para outro. "Foi uma coisa excitante", diz Carter, com uma risada, acrescentando que a atriz teve de ter os cabelos amarrados sobre os seios e usar uma pequenina tanga em algumas cenas para evitar que essas seqüências dessem aos telespectadores uma visão mais profunda do mundo natural do que o permitido em programas de TV do horário nobre.

 

O argumento secundário mostra Scully tentando equilibrar a aparência de uma vida pessoal normal contra a determinação (que beira à obsessão) que Mulder demonstra em relação ao seu trabalho. Ela se encontra com uma amiga casada, Ellen, que tem um filho, e esta pergunta se Mulder é alguém com quem ela poderia envolver-se romanticamente. Embora saia para um encontro, Scully decide continuar investigando com Mulder.

 

A finalidade dessas cenas, segundo Carter, é "mostrar a vida que ela está perdendo. Eu só queria abrir Scully um pouco para o público". No lado mais engraçado das coisas, em determinado momento Mulder levanta o poster central de uma revista masculina, dizendo que a mulher ali mostrada afirma ter sido levada a bordo de uma nave espacial e ficado presa numa câmara sem gravidade. "Sem gravidade mesmo", resmunga Scully.

 

* Fazendo de conta: Arquivo X era filmado em Vancouver, portanto Mulder não estava de verdade nos cassinos de Atlantic City. Ao invés disso, Duchovny foi filmado em frente de uma tela azul e uma cena do cassino foi combinada mais tarde - consideravelmente mais barato que uma filmagem em locação em Nova Jersey teria custado.