1x16: "E.B.E." (O SER DO ESPAÇO)


Um piloto iraquiano derruba um OVNI, que cai perto de uma base americana, na fronteira entre o Iraque e a Turquia.

 

Em Reagan, Tennessee, um motorista de caminhão fica sem energia, dizendo ter visto um disco voador e luzes no céu. Quando Mulder tenta interrogar o homem, o xerife o liberta, dizendo que ele não quer cooperar com as investigações. Mulder tem certeza de que o caminhão transportava um E.B.E. (entidade biológica extraterrestre) pelo país.

 

Buscando ajuda, Mulder apresenta Scully ao trio conhecido como os Pistoleiros Solitários - um grupo extremista de investigação das atividades governamentais (um membro, chamado Langly, costuma contar vantagem que havia tomado o café da manhã com "o cara que atirou em John F. Kennedy). Scully acha que eles são paranóicos, até que descobre equipamento de escuta no seu apartamento.

 

Garganta Profunda entrega a Mulder um pacote onde há instruções para ele ir a uma instalação na Georgia, dizendo que ele está "num caminho perigoso". Scully teme que Mulder esteja sendo enganado e, embora ele diga que confia em Garganta Profunda, a dica que recebeu acaba sendo falsa. "Eu só confio em você, Mulder", diz Scully, advertindo-o de que está cego por causa de sua obsessão, e de que outras pessoas podem usar essa obsessão contra ele mesmo.

 

Empurrado contra a parede, Garganta Profunda admite ter tentado enganar Mulder, dizendo que "ainda existem alguns segredos que devem permanecer secretos".

 

Fazendo um rastreamento do caminhão, Mulder e Scully viajam para o estado de Washington, onde são obrigados a parar de repente por causa de um clarão de luz muito forte, e então descobrem o caminhão abandonado. "Acho que acabamos de testemunhar uma missão de resgate", diz Mulder, antes de perceber que aquilo tinha sido apenas um truque para afastá-los da investigação. Falando com o motorista do caminhão, eles localizam e entram em uma instalação do governo, utilizando credenciais falsas produzidas pelos Pistoleiros Solitários, e Mulder tranca a porta das escadas quando a segurança vai atrás deles.

 

Ali ele se encontra com Garganta Profunda, que lhe conta sobre um pacto ultra-secreto entre as nações depois do incidente de Roswell, em 1947, segundo o qual qualquer E.B.E. sobrevivente seria exterminado. Garganta Profunda diz ter sido um dos três homens que haviam cumprido esse tipo de pacto, quando ainda trabalhava na CIA, no Vietnã - um incidente que o continuava assombrando e o havia inspirado a usar Mulder como meio de se redimir. "Através de você", ele diz, "a verdade será conhecida".

 

Mulder olha, mas não existe nenhum alienígena na sala. "Gostaria de saber em que verdade devo acreditar", Mulder diz a Garganta Profunda, que desaparece no nevoeiro da noite.

 

Bastidores

Embora contenha uma memorável seqüência em que Garganta Profunda fala de sua motivação para ajudar Mulder - tendo assassinado um alienígena no tempo em que trabalhava para a CIA - o maior legado deste episódio foi claramente o grupo dos Pistoleiros Solitários, teóricos da paranóia da conspiração que periodicamente vêm ajudar Mulder. A idéia surgiu pela primeira vez quando o produtor Glen Morgan e a roteirista Marilyn Osborn (de A Besta Humana) visitaram uma convenção ufológica em Los Angeles, em junho de 1993, pouco antes de Morgan e James Wong terem começado a escrever roteiros para a série.

 

Morgan recorda-se de ter visto um trio de pessoas - vestidas de maneira semelhante a Langly, Byers e Frohike - sentadas ao redor de uma mesa, tentando vender o que ele descreve como "um saco de diferentes paranóias". Segundo Morgan, "eles começaram falando às pessoas sobre as fitas magnéticas das cédulas de 20 dólares, e minutos depois já havia pelo menos meia dúzia de pessoas rasgando notas de 10 e 20 dólares".

 

Os Pistoleiros Solitários foram inicialmente colocados na série para dar um caráter meio cômico ao episódio, e Morgan não ficou satisfeito com o resultado, achando que ele e seu colega de roteiro haviam cometido erros na execução da idéia. "Já tínhamos decidido não trazê-los mais de volta", observa ele, quando os produtores começaram a ter informações sobre as reações favoráveis aos Pistoleiros, através da Internet. Isso fez com que eles fossem chamados de volta no segundo ano, e finalmente a se tornarem papéis fixos na série.