2x13: "IRRESISTIBLE" (IRRESISTÍVEL)


Um empregado de uma agência funerária chamado Donnie Pfaster, é surpreendido pelo patrão quando está tirando mechas de cabelos de um cadáver. Mulder e Scully são posteriormente chamados por um agente de Minneapolis chamado Moe Bocks para examinar um túmulo violado. Embora Mulder esteja convencido de que não se trata de um Arquivo X (ele só aceitou o caso porque tinha entradas para o jogo de futebol americano entre as equipes dos Redskins, de Washington, e dos Minnesota Vikings, em Minneapolis), Scully parece perturbada pelo crime.

 

Mulder chama o culpado de "um fetichista em crescimento" - cuja compulsão está aumentando a ponto de ele "vir a recorrer ao homicídio para obter mais cadáveres". Mais tarde Donnie apanha uma prostituta e a mata, tirando várias lembranças do corpo da vítima. Depois escolhe uma colega de classe, mas, quando se aproxima dela, a moça consegue escapar e ele é feito prisioneiro.

 

Perturbada pelo caso, Scully tem um pesadelo em que imagina a si mesma como uma das vítimas, e desperta gritando. Mulder a informa de que a polícia prendeu o suspeito, mas que é a pessoa errada -, na verdade, está detida na cela em frente àquela onde está Donnie, que é libertado depois de obter de um colega de prisão o nome de Scully.

 

De volta a Washington, Scully fala de seus temores com seu analista. Embora diga que confiaria a própria vida a Mulder, Scully confidencia: "Não quero que ele saiba o quanto isto está me perturbando. Não quero que ele pense que tem de me proteger". Enquanto isso, os agentes acham impressões digitais que levam ao apartamento de Donnie, onde encontram mechas de cabelo e um dedo, mas não o suspeito.

 

Quando Scully regressa a Minneapolis, Donnie está esperando para surpreendê-la, forçando seu carro a sair da estrada. Ela é amarrada e amordaçada, enquanto Mulder segue a pista que leva à casa da falecida mãe de Donnie. E Donnie está fazendo os preparativos para dar um banho em Scully, o que é parte do seu ritual. "Você diria que seus cabelos são normais ou secos?", pergunta ele. Quando o bandido se aproxima, Scully consegue escapar e luta com ele, antes que Mulder e outros agentes forcem a entrada na casa. Finalmente ela consegue desabafar, chorando no ombro de Mulder.

 

Donnie é mostrado como uma criança, depois um adulto, olhando furiosamente por detrás das grades. A idéia de tal monstro humano é, ouve-se a voz de Mulder narrando, "tão amedontradora quanto qualquer Arquivo X".


Bastidores


Tendo sido um dos poucos episódios que não tem um ângulo paranormal, Irresistível ainda assim foi tão assustador em seu tom que o Departamento de Padrões da Fox rejeitou o roteiro original, dizendo ser "inaceitável para os padrões de programação da TV". Carter foi obrigado a modificar o personagem, de necrófilo para um "fetichista da morte", disfarçando qualquer sinal de sexualidade aberta na obsessão de Pfaster. Nick Chinlund, que está sensacional neste papel, também trabalhou em Red Shoe Diaries, uma série de antologia erótica apresentada por David Duchovny.

 

Também vale a pena observar que, quando o colega de prisão de Pfaster lhe diz o nome de Scully, ele acrescenta: "Como aquele locutor de beisebol" - uma referência ao locutor oficial da equipe dos Los Angeles Dodgers, Vince Scully, que, de fato, serviu de inspiração para o sobrenome da personagem. Este episódio permanece como um dos favoritos de Gillian Anderson.

 

* Esta é a terceira participação de Dwight McFee em Arquivo X, tendo aparecido antes em A Besta Humana e Os Homenzinhos Verdes. Em Irresistível ele faz o papel do colega de prisão de Donnie Pfaster.


* O jogo de futebol americano que Mulder e Scully perdem é Washington versus Minnesota, dois times que contavam com um Carter em cada equipe; numa cena o narrador da televisão menciona uma pegada de Chris Carter.