5x07: "EMILY" (EMILY #2)


Como foi visto no episódio 5x05, Scully descobriu que é a mãe biológica da menina de três anos Emily Sim. Scully tem um pesadelo no qual ela descobre sua cruz dourada jogada no chão enquanto é envolta por uma tempestade de areia. Lentamente, ela também se transforma em areia e se dissolve no nada.

 

Mulder viaja até o Centro Infantil do condado de San Diego, onde Scully está tomando conta de Emily. Scully diz a Mulder que ela precisa do apoio dele na audiência para a custódia da menina. Mulder informa sua parceira que Frohike accessou o banco de dados do Serviço Social de Adoção da Califórnia. Acontece que o registro da mãe de Emily diz que seu nome é Anna Fugazzi (uma gíria para "falso"). Ele avisa Scully que os homens por trás dessa conspiração farão de tudo para proteger Emily - incluindo prejudicar a custódia da garota por Scully. Durante a audiência da custódia, Mulder apresenta um arquivo documentando o desaparecimento de Scully alguns anos atrás. Ele afirma que Emily Sim foi concebida através de uma experiência científica. Mesmo assim, ele insiste que Scully é a verdadeira mãe de Emily.

 

Scully recebe mais um telefonema misterioso. O rastreamento da ligação revela que a origem é o Centro Infantil do condado. Quando os agentes chegam no local, eles descobrem um grosso e fibroso cisto atrás do pescoço de Emily. Quando um doutor remove uma amostra para biópsia do cisto, repentinamente começa a escorrer um líquido verde borbulhante. O doutor é atingido pelo gás, e tratado no hospital. Depois, o dr. Calderon se recusa a transferir os registros médicos de Emily para o Centro Infantil. Mulder, enraivecido, agride fisicamente Calderon e avisa que a menos que ele apresente os registros, ele pode esperar mais do mesmo. Depois, Calderon se aproxima de dois homens vestidos de negro na casa de convalescência Dimsdale. Os homens percebem que Mulder seguiu Calderon desde que ele saiu do prédio. Eles matam Calderon usando um estilete alienígena, e então assumem a forma dele. Um dos "drs. Calderons" dirige até o Centro Infantil e injeta em Emily um líquido verde. Scully, surpresa, procura "Calderon" pelo hospital. Mas na hora que ela consegue capturá-lo, o alienígena muda sua forma para a de um estranho. Mulder e Scully conversam pelo telefone. Mulder suspeita que o líquido injetado em Emily não fará nenhum mal a ela, já que os conspiradores querem mantê-la viva... por razões desconhecidas.

 

Mulder entra na casa de convalescência Dimsdale. Ele descobre evidências de que as mulheres idosas que vivem lá - incluindo Anna Fugazzi - receberam todas elas injeções de hormônio. Frohike descobre evidências de que as velhinhas deram à luz há apenas alguns anos atrás.

 

Emily continua sob terapia e testes médicos de todos os tipos, mas suas condições só pioram. Em um certo momento ela é colocada numa câmara pressurizada. De repente, uma criatura em forma de cobra se mexe sob sua pele. Scully ordena que os testes sejam interrompidos. Mulder descobre cilindros contendo embriões humanos vivos flutuando em um líquido verde. Ele pega três ampolas do líquido verde e vai para o corredor. O detetive Kresge aparece de repente, colocando uma arma na cabeça de Mulder. Kresge remove as ampolas das mãos de Mulder. Subitamente, um dos "Calderons" aparece no final do corredor. Mulder pega uma das ampolas de volta e foge, avisando Kresge para não atirar no "Calderon" que se aproxima. Confuso, Kresge atira assim mesmo, e é atingido pelo gás nocivo. O "Calderon" alienígena então toma a forma de Kresge e consegue fugir.

 

Emily entra em coma e morre. No funeral, Scully diz a Mulder que ainda há evidências sobre o que os homens fizeram a Emily. Mas quando ela abre a tampa do caixão, ela descobre vários saquinhos de areia (um tinha seu conteúdo derramado no fundo do caixão). Scully recupera seu crucifixo dourado, que ela tinha dado a Emily, de dentro da areia.