6x08: "HOW THE GHOSTS STOLE CHRISTMAS" (COMO OS FANTASMAS ESTRAGARAM O NATAL)


É noite da véspera de Natal. Contando histórias de amantes que fizeram um pacto de ficarem juntos por toda a eternidade, Mulder faz Scully ir com ele numa mansão sombria que supostamente o casal fantasma está assombrando. Uma vez na casa, a porta de entrada se fecha atrás da dupla e os tranca lá dentro. Mulder acredita que foi obra dos fantasmas que vivem na casa. Scully, sempre cética, ensina a Mulder a psicologia da necessidade das pessoas em acreditar em vida após a morte como um significado para satisfazer seu medo da mortalidade. Mas quando uma porta que estava fechada se abre e uma luz brilha de dentro de um quarto, atribui o fato aos fantasmas. Scully, admitindo que está com medo, mas com um medo irracional, continua achando que pessoas reais devem estar morando na casa.

 

Passando pela porta, os dois agentes acabam chegando a uma biblioteca. Numa série de encontros e desencontros, eles se separam - cada um preso em alguma versão de um universo paralelo da biblioteca. É aqui que Mulder se encontra com Maurice, O Fantasma (Ed Asner), que convence Mulder a atirar em Scully. Na sua própria biblioteca paralela, Scully se encontra com Lyda, A Fantasma (Lily Tomlin), que convence Scully a atirar em Mulder. Quando os dois agentes se reencontram, eles seguem o travesso plano dos fantasmas e atiram um no outro. Enquanto eles se engasgam deitados na escadaria da casa, eles percebem que tudo foi apenas algum tipo de truque mental feito pelos fantasmas.

 

Salvos e instalados em seus próprios lares, os dois agentes concordam que os eventos daquela noite nunca aconteceram.