6x21: "FIELD TRIP" (A VIAGEM)


Um homem e uma mulher chegam em casa discutindo após uma longa caminhada. O motivo é por ele tê-la deixado para trás na floresta e apressado os passos. Ela então vai tomar banho e, dentro do banheiro, ela começa a ter alucinações de estar coberta por uma substância gosmenta. Logo após, ela está no quarto, sentada na cama - o marido então chega e pergunta se ela está bem. Em resposta ela pede para que ele a abrace. Prontos para irem dormir, deitam juntos na cama e dormem. Amanhece, e a cena mostra dois esqueletos na mesma posição, abraçados ao ar livre.

 

No quartel-general do FBI, Mulder e Scully conversam sobre os esqueletos de Wallace e Angela Schiff, que foram dados como desaparecidos há poucos dias mas já confirmados pelo registro de arcadas dentárias. Scully especula a teoria de uma assassinato ritualístico dos corpos, onde eles teriam sido fervidos a fim de remover todo o tecido. Mulder diz que os corpos foram achados em Brown Mountain, Carolina do Norte, onde são vistas luzes misteriosas flutuando sobre a montanha há mais de 700 anos. Eles vão para a Carolina do Norte e examinam os restos dos corpos. Há pequenas quantidades de uma gosma amarela em alguns dos ossos. Scully examina o esqueleto enquanto Mulder segue para o campo onde os corpos foram encontrados. Ele vê um homem que parece ser Wallace e o persegue até chegar em uma caverna. Mulder alcança Wallace, que diz ter sido abduzido por alienígenas. Um brilho claro e luminoso se dá na entrada da caverna e Angela aparece. Ela tem uma história de abdução clássica. Mulder não consegue entender os esqueletos, que não têm nenhuma ligação em outros relatórios de rapto.

 

Com o relatório do teste da substância, Scully determina junto ao cientista e médico local que a gosma é algum tipo de secreção digestiva baseada em plantas. Ela vai atrás de Mulder e segue as suas pegadas na floresta, e acaba pisando em alguns cogumelos que libertam esporos. Ela segue as pegadas até a caverna - não o encontrando vai embora. De volta a Washington, Scully recebe um telefonema urgente e anônimo para que ela vá até o apartamento dele. Ao chegar lá, o agente diz que voltou da Carolina do Norte sem a parceira porque está com Wallace e Angela com ele. Mulder pede para que ela entre e converse com os dois. Logo após o depoimento, Mulder diz a Scully que ele conseguiu o que mais desejava. Ela a leva até seu quarto, onde ele mostra um pequeno alienígena cinza e tímido, que se comunica através de telepatia e não suporta claridade. Scully fica surpresa com as afirmações do colega e resiste em não acreditar na grande surpresa.

 

Scully volta à caverna com o cientista e médico local. A gosma flui do chão e conduzem ambos para a abertura da caverna, onde encontram um esqueleto caído no mato. Após comparar as radiografias da arcada dentária de Mulder, Scully conclui que elas são idênticas a do esqueleto. O médico questiona a teoria de Scully quanto ao assassinato ritualístico. Em Washington, ela fala com Skinner e fica surpresa quando percebe que ele aceita o seu relatório mesmo sabendo que ele não tem uma resposta concreta para o caso e que as suas explicações cientificas nem sempre explicaram todos os Arquivos X. Ela vai para o apartamento de Mulder e se depara com um grupo de pessoas velando em torno de um caixão. Os Pistoleiros Solitários estão lá em meio de outras pessoas que se levantam. Scully não consegue acreditar que as pessoas e os Pistoleiros aceitem com tanta facilidade a teoria de assassinato do parceiro. Eles deveriam estar "investigando tudo e por toda parte", como se alguma coisa estivesse escondida. Scully acaba gritando, "o que acabou com ele?".

 

Mulder bate na porta e, quando ele entra no apartamento, todos as outras pessoas desaparecem. Ele conta que foi seqüestrado, mas não pode responder as perguntas dela. Scully então conclui que tudo não passa de uma alucinação e que o causador de tudo isso são os esporos em forma de cogumelo no campo - e também possível o cogumelo e a gosma serem do mesmo organismo. Os agentes desconfiam que este tipo de organismo ainda está na caverna, e que ele precisa se alimentar de carne, sendo responsabilizado por estar digerindo o tecido das pessoas.

 

Depois deles informarem isso a Skinner, voltam a caverna para encontrar o organismo que desce para o subterrâneo. Scully conclui que os esporos talvez tenham uma estrutura semelhante a do LSD, e por isso provocam as alucinações. Skinner está junto e comenta que é um dia raro, pois os dois agentes tem uma só teoria para o Arquivo X. Mas os agentes ainda estão sob o efeito da droga. Mulder então saca a sua arma e atira em Skinner. Dos buracos no corpo de Skinner começa a sair a gosma. Mulder aparece depois em um tipo de poço. Ele consegue alcançar a terra, onde é encontrado pela equipe de paramédicos que foram chamados por Skinner (quando Mulder atirou nele, tudo não passou de alucinação). Ele é deitado no chão junto de Scully - ambos estão com máscara de oxigênio, pois os testes iniciais revelaram a ação dos esporos. Mulder e Scully são colocados em macas e carregados em uma ambulância. Eles dão as mãos enquanto partem.