6x22: "BIOGENESIS" (BIOGENESIS - FINAL)


O episódio começa com uma narração feita por Scully descrevendo o planeta Terra de como ele é visto do espaço, o desenvolvimento da vida na Terra desde uma única célula e o começo de vida, posteriormente uma série de extinções em massa que acontecem e aconteceram no passado. Depois de diversas cenas em transição mostrando toda a evolução do homem, vamos a uma praia com muitos homens negros - eles estão vendo algo que está em meio a areia, aparentemente trazido pela maré. Então ela lança a pergunta: "Nós já estamos a caminho de outra extinção em massa?"...

 

Em uma praia na Costa do Marfim, um cientista examina um artefato que foi encontrado enterrado na areia, uma espécie de fragmento de uma placa com símbolos. Depois ele encaixa o fragmento que foi encontrado com o que parece ser outro fragmento da mesma placa. As duas partes se fundem e a placa começa a flutuar pela barraca, se embutindo em uma Bíblia. Quando o cientista puxa a placa, a Bíblia abre no verso de "Genesis" que diz: "E Deus abençoou a todos eles... e Deus disse que todos eles que sejam frutíferos e multipliquem-se abundantemente pela Terra...". O cientista assustado pede uma ligação para os EUA. Três dias depois, o cientista, Soloman Merkmallen, está na Universidade Americana em Washington DC. Ele conhece o dr. Sandoz que, segundo as notícias, também achou outro fragmento da placa. Merkmallen suspeita que o homem que diz ser o dr. Sandoz possa ser um impostor. Vemos o verdadeiro dr. Sandoz fora do laboratório e, quando ele entra, encontra Merkmallen morto e, ao procurar pela placa, percebe que ela está desaparecida.

 

Skinner faz o resumo do caso para Mulder e Scully e os designa para a investigação da morte de Merkmallen. Skinner também diz que Sandoz e o corpo do cientista estão desaparecidos. Merkmallen e Sandoz acreditavam na teoria da Panspermia Cósmica, que consiste na crença de que a vida na Terra se originou de organismos provindos de outro planeta. Logo após a reunião com Skinner eles vão em direção ao elevador. Enquanto Scully conversa com Mulder ele sofre algumas interferências psiquícas. Isso se prolonga até a volta ao escritório dos Arquivos X. Parece que Mulder sofre isso sempre que pega um desenho num papel do artefato que foi achado junto ao corpo do cientista. Scully confessa que ela já não vê mais razão na busca de Mulder pela verdade. Para ela, Mulder já expôs a conspiração global e todos os conspiradores de todo o mundo. "O que mais você quer?", diz ela. Mulder então responde: "Minha irmã".

 

Quando Mulder e Scully visitam o laboratório de Sandoz, o impostor está lá, e é o dr. Barner, que tem uma cadeira no Departamento de Biologia. Ele construiu a sua carreira com o ideal de expor fraudes espirituais e religiosas. Quando Scully lhe mostra o pedaço de papel com o desenho, Mulder sofre outra interferência psíquica. De volta ao escritório, Scully leva o material para Chuck, um perito que apareceu anteriormente na série (no episódio "The Calusari". da 2a. temporada). Chuck diz que os caracteres inscritos fazem parte de um fonema Navajo, mas, desde que foi achado na África, é considerado como uma provável fraude. Mulder suspeita de que Barner esteja escondendo os verdadeiros indícios e que talvez ele tenha matado Merkmallen. Os agentes visitam a residência de Sandoz em Maryland. Eles acham uma fotografia de Sandoz com Albert Hosteen e comprovam que Sandoz freqüentemente viajou à reserva Navajo. Os agentes também encontram o corpo de Merkmallen em um compactador de lixo. Eles informam Skinner que há rastros de radiação galáctica cósmica nos restos de Merkmallen. A radiação encontrada pode ter vindo da placa. Mulder então acha que Sandoz é inocente, e suas interferências mentais o levam a acreditar que Skinner não está contando tudo o que sabe sobre o caso. Quando os agentes deixam o escritório de Skinner, nós vemos uma fita de vídeo onde ele gravou a reunião deles, e Skinner entrega a fita a Alex Krycek.

 

Scully diz para Mulder que descanse, pois ela vai para o Novo México encontrar Albert Hosteen. Ele está no hospital e está sendo levado para tratamento quando ela chega. No quarto ela encontra outra parte do pedaço de papel com outro desenho do artefato, e no verso está escrito uma passagem de "Genesis". A enfermeira enão conta a Scully que Albert está morrendo de câncer. Quando Albert está voltando para o seu quarto, Scully vê Sandoz e o persegue. Ele diz que Albert era o único dos índios Navajo que pode codificar os fonemas contidos na placa, e que ele foi o único que levou a sério o seu trabalho. Scully não acredita que um artefato de origem extraterrestre teria um verso da Bíblia gravado. Albert contou para Sandoz que o fragmento tinha aparentemente apenas letras soltas, sem significado. Enquanto isso, Mulder volta a Universidade Americana e segue Barnes. Enquanto sofre de mais interferências mentais, acaba desmaiando e caindo nas escadas. Krycek está andando pelos corredores e vê Mulder caído. Logo depois chega a Barnes, e diz que eles são destinados para serem grandes amigos. Scully telefona para Mulder, e Diana Fowley atende. Mulder está em casa, descansando, e diz que se o verso do "Genesis" realmente está escrito na placa, isso prova que a origem da vida na Terra realmente veio do espaço. Scully não consegue aceitar. Depois da chamada, Diana telefona para o Canceroso e conta tudo o que ouviu. Logo após isso começa a tirar a roupa.

 

Albert é levado a uma barraca dos Navajo para uma tradicional cerimônia curativa (igual a feita com Mulder no episódio "The Blessing Way", da 3a. temporada). Scully não entra, pois não acredita na crença Navajo. Skinner telefona para ela e diz que Mulder está em graves condições de saúde e que ela deveria ir para lá imediatamente. Quando chega no hospital ela encontra Mulder em custódia psiquiátrica, em um quarto acolchoado. Ele está delirando com funções cerebrais anormais. Skinner parece saber detalhes da investigação que Scully não informou. Diana afirma que Mulder a chamou, e disse que ela era a única que acreditaria nele. Scully diz: "Vocês estão mentindo". No escritório dos Arquivos X, Scully encontra uma câmera escondida no teto. Enquanto examina, Sandoz liga para ela e diz que as letras soltas da placa são sucessões de gene e que seria um mapa para a estrutura genética humana; e que se fosse possível achar mais pedaços que... Neste momento Scully ouve um tiro. Logo depois vemos Sandoz caído no chão com um tiro na cabeça e Alex Krycek, que o matou.

 

Trinta e seis horas depois, em uma praia na Costa de Marfim, Scully está no acampamento de Merkmallen. Um encarregado leva Scully até uma área onde se encontra uma outra placa que foi encontrada e que é maior. Scully se surpreende com o que vê, e percebe que talvez possa ser parte de uma estrutura muito maior que está enterrada na areia...

 

Continua no próximo episódio...