8x01: "WITHIN" (POR DENTRO)


No dia seguinte ao que Scully disse a Skinner que ela está grávida, ela tem um sonho com seu bebê, e com Mulder, flutuando em líquido amniótico. Isto pode ser um sonho ou talvez algum tipo de conexão com Mulder, que foi abduzido e que agora está a bordo de um OVNI.

 

Quando Scully volta ao escritório dos Arquivos X, homens lá dizem a ela que eles estão procurando por qualquer coisa que possa ajudá-los numa busca por um homem, mas Scully acredita que uma busca convencional por Mulder é insana, já que ele foi abduzido por extraterrestres.

 

Scully vai até Skinner, e Skinner concorda que eles não encontrarão Mulder com uma busca convencional. Scully então fica sabendo que o Diretor Assistente Kersh -- que já foi superior de Mulder e Scully -- foi promovido a Diretor Representante, e ele agora é superior a Skinner. Kersh informa a Scully e Skinner que a única solução é encontrar Mulder seguro e vivo. Scully acredita que ela e Skinner deveriam dirigir a busca mas Kersh diz a ela que um outro agente, John Doggett, estará liderando os trabalhos. Kersh diz a eles que se houver alguma menção sobre alienígenas ou abduções, tanto Scully quanto Skinner perderão seus empregos.

 

Skinner decide fazer uma declaração sobre o desaparecimento de Mulder e ele jura a Scully que vai dizer a verdade. Scully diz a ele que isso não seria bom, especialmente para Mulder, porque isso acabaria com sua carreira se ele dissesse a verdade. Scully se senta enquanto Skinner começa sua declaração.

 

Um outro agente ao lado de Scully puxa papo com ela, dizendo ter conhecido Mulder. Ele diz que havia boatos que diziam que Mulder nunca confiou em Scully, e que ele se confidenciava com outras mulheres. Scully diz duvidar que esse homem tenha conhecido mesmo Mulder, e ela vira o crachá do homem para ver seu nome -- ele é John Doggett. Scully joga um copo d'água no rosto dele por ele ter sido manipulativo, e vai embora.

 

Quando Scully volta para casa, ela verifica os arquivos de Doggett no computador, mas vai rapidamente até o banheiro para vomitar. Ela liga para sua mãe mas a secretária eletrônica atende, e ela deixa uma mensagem, dizendo precisar conversar, mas ela ouve um som na linha que indica que seu telefone está grampeado. Scully percebe alguém a vigiando do lado de fora do seu apartamento. Ela liga para Doggett e diz a ele para ficar longe dela, mas ele não sabe do que ela está falando. Scully então vê uma sombra do lado de fora da porta do seu apartamento, então ela pega sua arma e persegue a sombra, mas é apenas o zelador. O zelador diz ter visto Mulder no prédio poucos momentos antes, e Scully volta correndo para seu apartamento e vê que levaram seu computador.

 

Scully visita o apartamento de Mulder, e o computador dele também não está mais lá. Algumas das roupas dele ainda estão na cama. Scully deita na cama. Então, vemos Mulder dentro da espaçonave, com seu rosto sendo puxado por garras metálicas e um tipo de furadeira cortando por dentro de sua boca.

 

Skinner e os Pistoleiros Solitários se encontram num campo de controle de satélites. Os Pistoleiros estão buscando informações vindas do Noroeste do Pacífico, num OVNI, mas não conseguem saber para onde ele foi.

 

Enquanto isso, Doggett liga para Kersh e pergunta se mais alguém que ele não saiba foi designado para procurar por Mulder. Kersh diz que ninguém mais foi designado.

 

Scully acorda depois de adormecer na cama de Mulder, e encontra Doggett no apartamento com ela. Começa uma discussão -- Scully quer respeito, e Doggett acha que Scully o vê como o "grande lobo mau". Ele acha difícil acreditar que Scully, como uma cientista, acreditaria que Mulder foi abduzido por alienígenas. Scully diz que ela viu coisas que ela não pode explicar e, como uma cientista, ela acredita que ela não pode ignorar essas coisas só porque alguém acha que é tudo uma grande besteira.

 

Doggett então diz a Scully que ele encontrou recibos de aluguel de carros para uma série de viagens de 370 milhas que Mulder fez no último mês de maio, sem dizer a ninguém. Enquanto conversam, Doggett recebe uma ligação sobre Mulder vinda do escritório central.

 

Skinner e Scully são chamados até a sala da força-tarefa onde alguém removeu arquivos durante horas. Skinner é questionado, já que o cartão de Mulder foi usado para entrar na sala e Skinner ficou no prédio até dez horas da noite anterior. Eles acreditam que Skinner esteja ajudando Mulder, e que ele tenha usado o cartão de Mulder.

 

Doggett diz a Scully que ele acredita em Skinner, mas ele fica sabendo que o cartão de crédito de Mulder foi usado dois dias antes em Raleigh. Scully se lembra que Raleigh foi onde a mãe de Mulder foi enterrada, o que explicaria também os recibos de aluguel de carro. Doggett diz que o jazigo da família de Mulder agora tem marcada a inscrição "Fox Mulder 1961 - 2000." Scully é envolvida por esta evidência, sem saber o que pensar.

 

Doggett encontra registros médicos de tratamento para Mulder, que Scully desconhecia. Mulder estava recebendo tratamento para sua incomum atividade cerebral do último ano. Mulder aparentemente sabia que estava morrendo, mas não disse a Scully. Doggett começa a pensar em até onde Mulder iria -- até arriscar sua vida e trabalho, sem nada provado, a menos que Mulder tivesse uma grande chance e encenasse seu próprio desaparecimento para deixar uma marca. Skinner, entretanto, sabe que viu um OVNI de perto, e Mulder entrou nele. Scully pede a Doggett para não levar em conta a declaração de Skinner, e Doggett diz que ele só quer ajudar a encontrar Mulder.

 

Skinner e Scully voltam a se encontrar com os Pistoleiros Solitários, já que houve uma grande atividade eletromagnética no deserto do Arizona, significando que isso pode ter sido o OVNI levando Mulder. Scully nota que os alienígenas estão removendo as evidências da interferência deles na Terra e que eles estão no Arizona porque estão procurando pelo garoto Gibson Praise -- forte evidência de DNA alienígena. Segundo Doggett, Gibson foi visto pela última vez no Arizona, e eles acreditam que eles devem encontrar Gibson para poderem encontrar Mulder.

 

Há outra seqüência mostrando Mulder na espaçonave, com uma máquina abrindo seu tórax -- e de repente Scully acorda. Era apenas um sonho? Scully se encontra num carro com Skinner, no Arizona. Dados de satélites mostram atividades ufológicas a 100 milhas ao norte de Phoenix. Doggett e sua força-tarefa estão lá em helicópteros, e um agente informa que Gibson foi encontrado numa escola para crianças surdas.

 

Scully e Skinner visitam a escola. Gibson é retirado da aula quando o FBI chega, e ele olha para uma garota na escola. Doggett, Scully, e Skinner chegam na escola ao mesmo tempo. Gibson sai por uma janela de uma sala na qual estava detido. A força-tarefa procura pelo garoto na escola.

 

Enquanto eles procuram, Gibson caminha até um homem, cujo rosto nós não vemos, e Doggett encontra pegadas que levam até as montanhas. Ele segue as pegadas e encontra Mulder levando Gibson até o alto de um penhasco.

 

Continua no próximo episódio...

 

 

- este episódio foi dirigido por Kim Manners e escrito por Chris Carter.

- os créditos de abertura mudaram. Há novas fotos nos crachás de Mulder e Scully e também é mostrado o crachá do agente John Doggett (Robert Patrick). Então um feto é mostrado, Mulder aparece caindo no olho que aparece no fim dos créditos, sendo que agora o olho é de Scully. E o final: "The Truth is Out There".