8x09: "SUREKILL" (MORTE CERTA)


Numa noite um homem, Carleton Chase, corre até um orelhão numa rua da cidade de Worchester. Ele deixa uma mensagem numa secretária eletrônica, dizendo que ele está fora e para dar uma chance a ele de se explicar. Ele corre e entra numa delegacia. Outro homem é visto seguindo-o. Chase está frenético e os policiais o colocam numa cela depois dele ter tentado pegar a arma de um policial. Ele grita que não está seguro naquela cela, e então pela janelinha da porta os policiais vêem sangue espirrando.

 

Scully olha para um exame de raio-x - o tiro que o homem recebeu foi de uma bala perfuradora de blindagens. Ela e Doggett chegam a conclusão de que o tiro foi disparado através do teto da delegacia, mas seria impossível de se acertar o tiro porque não haveria um modo do atirador mirar na sua vítima. Uma mulher, Tammy, entra no escritório dos Exterminadores AAA Surekill. Ela ouve a mensagem na secretária eletrônica, na qual Chase pede para que veja sua gaveta. Tammy abre a gaveta para olhar mas é interrompida por seu chefe, Dwight. O irmão de Dwight, Randall, também trabalha lá e é o homem que vimos seguir Chase. Do lado de fora, perto de um depósito, Dwight pergunta a Randall o que aconteceu na noite passada. Randall viu Chase roubando. Dwight diz a Randall para pegar o dinheiro antes dele ser visto "fazendo sua coisa". Eles irão sair novamente naquela noite.

 

Doggett e Scully visitam o local de trabalho de Chase. Ele fez bastante negócios com a companhia exterminadora. Num quarto nos fundos, Doggett encontra um bala de revólver calibre .45 - não a mesma que matou Chase. O quarto tem várias perfurações de bala nas paredes. Naquela noite, Dwight entra num armazém onde há dois homens trabalhando. Dwight quer a pilha de dinheiro que eles têm em uma mesa e eles caem no chão com ferimentos de tiros, disparados pela parede por Randall. No dia seguinte, Scully e Doggett visitam a cena do crime com a polícia. Do lado de fora da sala onde os homens morreram há buracos de bala que combinam perfeitamente com os das vítimas. Scully especula que alguém com uma excepcional visão deve ter a habilidade de ver usando tamanhos de ondas que permitem mirar através das paredes. Doggett não fica impressionado com a idéia de "visão raio-x".

 

No escritório da Surekill, Dwight chama Tammy numa sala para um encontro. Enquanto ela se despe, ela diz que não gosta de saber que Randall está do lado de fora. Randall observa concentradamente através da parede mas é distraído quando Scully e Doggett entram. Dwight sai para falar com eles. Dwight diz que é legalmente cego desde seu nascimento. Os agentes perguntam a Dwight sobre as notas que foram encontradas no escritório de Chase. Um pedaço de tecido encontrado na delegacia, aparentemente de uma roupa rasgada em volta da arma para silenciá-la, estava embebido em pesticidas químicos. Dwight esteve na prisão há um tempo atrás, mas ele e seu irmão fazem parte dos membros do comércio agora. Os agentes perguntam porque Chase ligou para o escritório deles antes de ser assassinado. Dwight diz que todos já tinham ido embora e não havia mensagem nenhuma na sua secretária eletrônica. Depois que os agentes vão embora, Dwight pergunta a Tammy sobre a mensagem e ela diz que acidentalmente apagou antes de ouvir. Dwight observa os olhos de Tammy, usando a chama de um isqueiro para ver melhor, dizendo que vendo os olhos dela ele pode ver a verdade.

 

Doggett encontra os registros da prisão de Dwight em 1986 por roubo de carro. Já que ele é cego, Dwight devia ter um motorista. Randall também foi preso na mesma época, mas não por muito tempo. Os dois irmãos são gêmeos. Em casa naquela noite, Randall e Tammy estão em apartamentos vizinhos. Ele a espia pela parede enquanto ela se despe e se prepara para ir para a cama. No dia seguinte, Tammy sai cedo para trabalhar e corre para saber o que há dentro da gaveta. Ela encontra uma caixa de dinheiro, mas Dwight e Randall a interrompem. Eles pegam a caixa e quando vão abrí-la, Doggett e vários policiais entram com um mandado de busca. Doggett abre a caixa mas a encontra vazia. Scully, entretanto, encontra várias pastas de arquivos que fazem com que Dwight e Randall sejam levados para interrogatório. A pequena companhia deles cobrou de Chase mais de $700,000. Dwight e Randall estão olhando um para o ouyto através das paredes das salas de interrogatório. Scully pede a Randall que responda se ele pode ver através das paredes. Ela especula que ele tenha atirado em traficantes de drogas através das paredes quando eles pegam o dinheiro dele, certo? Randall diz que ele apenas é um exterminador. Scully diz que ela acha que tudo é idéia de Dwight e que está na hora de Randall pensar em si próprio.

 

Os agentes questionam Tammy juntos - ela diz que só cuidava dos livros e não sabia dos assassinatos. Os agentes acham que Chase foi assassinado por causa de um relacionamento entre ele e Tammy. Enquanto os agentes questionam Tammy, os irmãos concordam que Tammy é um problema que eles têm que resolver. Tammy não fica presa e vai para casa. Nos registros das ligações telefônicas de Tammy os agentes encontram várias feitas a Chase no fim da noite. Tammy vai para a porta ao lado - ela diz a Randall que sabe que foi ele que matou Chase. Ele tem um certo sentimento em relação a ela e Tammy aparentemente também tem a ele.

 

No dia seguinte, numa estação de ônibus, Tammy diz a Randall que ela precisa do livro que Randall tirou da caixa para protegê-la de Dwight. Ele dá a ela e o livro tem uma chave dentro. Ela diz a Randall que vai voltar em meia hora, e vai embora. Os agentes visitam o apartamento de Tammy - suas roupas não estão lá e ela aparentemente fugiu. Doggett verifica o telefone dela e determina que a última ligação feita foi para a companhia de ônibus. Tammy pega sua evidência em uma caixa de depósito de um banco e volta para seu carro. Dwight está no banco traseiro. A polícia chega na estação de ônibus e Randall consegue escapar. No escritório da Surekill, Dwight descobre que Tammy estava escondendo dois conjuntos de livros e tinha roubado $100,000. Tammy diz que Chase estava chantageando, e obrigando-a a "fazer coisas", insinuando ser de conotação sexual. Randall matou Carleton por causa do que ele fez com Tammy. Randall volta para o escritório. Dwight quer que Randall mate Tammy, tentando fazer com que Randall pense que Tammy o usou. Dwight diz a Randall que o sangue é mais grosso do que qualquer coisa, e sai para que Randall possa matá-la. Ela implora por sua própria vida enquanto Randall enrola um pedaço de roupa na arma para silenciá-la. Ele mira e atira - mas o tiro passa pela parede e mata Dwight.

 

Na delegacia, Randall recusou representação. Tammy não foi encontrada. Scully diz que Randall poderia olhar para qualquer coisa no mundo e olhou para ela - talvez ele tenha dito algo que ela não tenha visto nela mesma. Doggett responde que se ele tivesse olhado para o coração dela, eles estariam fora do território do FBI. O episódio termina com Randall olhando através da parede para uma foto de Tammy em um computador.