8x21: "EXISTENCE" (EXISTÊNCIA - PARTE 2)


O legista está pronto para fazer a autópsia no corpo de Billy Miles. O corpo vem em pedaços dentro de uma caixa. Como foi pedido ao médico para que confirmasse que Billy está morto, o legista obviamente assume que sim. Ele percebe alguma coisa nos restos do corpo - algo metálico. Ele puxa e põe numa bandeja. Parece um tipo de vértebra. Depois que o médico legista e seu assistente saem, a vértebra começa a se mexer na bandeja. Ela cresce, formando mais vértebras, logo tomando a forma da espinha de Billy.

 

Reyes leva Scully a uma cidade na Georgia onde Doggett nasceu. Mulder mostra a Doggett e Skinner uma foto de Billy Miles capturada pela câmera de segurança. Doggett diz a Mulder que aquilo é impossível. Krycek diz que já tinha dito a eles que não podem ser parados. Skinner diz a Krycek para explicar o que está acontecendo. Ele só menciona Billy Miles e que ele é um novo tipo de alienígena para ajudar na repopulação do planeta. Mulder diz que Scully é parte disso. Doggett diz a ele que eles não encontrarão Scully. Krycek diz que ele pode estar certo, mas há outros lá fora como Billy. Scully e Reyes chegam na Georgia. Não há água corrente nem suprimentos limpos. Reyes sai para fumar e vê uma luz brilhante no céu. Knoewle vai falar com Doggett. Ele diz que o homem que Doggett está perseguindo tem a ver com os militares. Há rumores sobre um programa para criar um super-soldado. Doggett diz a ele que disseram que Billy foi abduzido por alienígenas. Knoewle diz que ele está certo pela metade. Ele é um protótipo que está atrás de Scully. Ela mesma foi parte de um programa. Seis anos atrás ela foi levada por uma operação militar encenada como uma abdução. Eles puseram um chip na nuca de Scully para monitorá-la. Foi usado também para fazê-la ficar grávida com a primeira versão orgânica do mesmo super-soldado. Ele quer que Doggett o ajude a pegar Billy e eliminá-lo antes que ele encontre Scully. Doggett diz que assume que ele saiba onde ela está. Ele pergunta se o superior dele sabe, e diz que todas as pessoas que souberem do caso, estão com suas vidas em perigo também. Mulder espera pelo elevador e decide descer as escadas. Assim que ele sai, Billy Miles sai do elevador. Krycek, que ainda está no escritório de Skinner, levanta para ir embora. Skinner grita para ele ficar, até que ele vê Billy Miles. Ele então persegue Krycek pelo corredor e diz para ele segurar o elevador. Krycek sorri enquanto a porta se fecha, mas Skinner consegue colocar a mão na porta a tempo. Depois das portas se fecharem, Billy enfia sua mão pela porta e derruba Skinner no chão com uma pancada na cabeça.

 

Mulder está no hospital com Skinner quando Doggett entra. Doggett quer falar com ele. Uma vez no corredor, Mulder diz a Doggett que Skinner sofreu uma concussão e deve ser mantido para observação. Doggett diz que falou com alguém que o avisou do que pode ter acontecido. Ele diz que o homem é um velho amigo. Ele disse que Billy não é o que ele pensa que é, mas um produto de um programa do governo para criar um super-soldado, e que Scully é parte do programa também. Sua gravidez foi iniciada por um chip que eles colocaram na sua nuca. Mulder quer saber quem é a fonte. Doggett diz que é Knoewle, um militar. Mulder pergunta se o homem poderia ter mentido ou dado pistas falsas. Doggett diz que Knoewle disse que Scully está em perigo e que quer parar Billy. Isto não é diferente do que eles próprios querem fazer também. Mulder pergunta se ele disse ao homem onde Scully está. Ele não disse, mas está começando a achar que se ele sabe, ele pode ser assassinado. Ele diz para não contar a ninguém, mesmo para esse homem. Doggett pergunta sobre se acontecer alguma coisa a ele. Mulder questiona que Knoewle disse que planeja parar Billy Miles, mas ele disse como vai fazer isso? Ele não disse. Mulder diz a Doggett que eles vão descobrir o quão confiável ele é. A construção onde Scully e Reyes se localizam está realmente em más condições, mas Reyes tenta fazer o máximo possível para deixar Scully confortável. Ela diz que elas precisam de uma música ambiente, como o canto de baleias. Ela faz Scully lembrar de Melissa. Reyes de repente percebe que há alguém lá fora. Ela faz Scully ficar onde está e sai para verificar. Um caminhão vem pela estrada e ela faz o motorista sair. Era uma policial, que a faz baixar a arma, e que mostra sua identificação. Reyes confia nela e a leva para dentro. Scully diz para a mulher que sua vida e de seu bebê estão em perigo e que um homem está atrás delas. Ela diz a elas que, se Scully é uma médica, então ela sabe que não está preparada para ter o bebê lá. Scully diz a ela que o homem é extremamente perigoso. Ela diz a Scully que vai pegar para ela um kit de primeiros socorros no seu caminhão.

 

Em seu carro no estacionamento do FBI, Mulder pergunta a Doggett o porquê de seu amigo estar disponível para lhes dar informações mas quando eles querem encontrá-lo eles não conseguem. Ele diz que talvez ele tivesse sido enganado mas que agora ele está começando a achar que isso não faz a menor diferença. Mulder diz que Doggett disse que Knoewle sabia como parar Billy Miles. Doggett diz que saber se Knoewle mentiu mesmo não faz diferença. Mulder diz que não faz mesmo, a menos que ele realmente queira salvar o bebê de Scully. Doggett pergunta a ele o que ele vai fazer depois disso tudo, e quanto vai demorar até a próxima ameaça. Ele diz que Mulder dedicou quase uma década de sua vida a isso tudo e que já houve muitos sacrifícios. Ele pergunta a Mulder quando tudo vai acabar. Mulder diz a ele que talvez nunca acabe. Krycek passa num carro por eles e Mulder diz a Doggett para segui-lo. Eles vêem que Knoewle está no carro com Krycek. Reyes dá um pouco d'água para Scully e diz a ela que com tudo que ela deve estar sentindo e passando, ela está incrivelmente bonita. Scully pergunta o que ela está sentindo e se ela sente alguma vibração. Ela diz que não sabe se é paranóia dela ou não, mas algo parece estranho. Reyes sai para pegar mais água quando ela vê a luz novamente. De repente Billy Miles está lá; ele começa a sufocá-la e a arremessa pelo ar. Ela pega algo para se defender, mas a policial atira em Billy antes que ele possa alcançá-la. Reyes olha para o corpo dele no chão.

 

Scully vem para fora e as vê arrastando Billy. Reyes diz a ela que tudo vai ficar bem porque ele está morto - ele não tem sinais vitais. Ela diz que eles disseram que Billy não podia ser parado. Reyes diz que ele perdeu muito sangue. Ela olha para baixo e percebe uma saliência na nuca de Billy. A policial chega e pergunta a elas se aquilo era o que elas temiam. Ela pergunta como ele as encontrou lá. Ela tem que reportar o que aconteceu. Scully diz que ela não pode fazer isso, mas a policial diz que não tem opção. Não foi isso que Scully quis dizer. Ela sentiu uma contração. Mulder e Doggett observam Knoewle e Krycek. Knoewlw sai e eles querem saber quem ele vai ver. Mulder diz a Doggett para ir, porque ele vai cuidar de Krycek. Doggett segue Knoewle e o vê entrando no escritório de Kersh para falar com o agente Crane. Eles não vêem Doggett. Eles saem da sala e Doggett se esconde de novo. Doggett se apressa até o escritório de Skinner e pega o telefone para ligar para alguém. Skinner está lá. Doggett diz a Skinner que Mulder está lá embaixo vigiando Krycek. Doggett liga para Mulder e diz a ele que Knoewle está com o agente Crane. Mulder pergunta como ele o conhece. Doggett também quer saber. Mulder diz a ele que Crane está lá com Knoewle e Krycek. Eles estavam juntos nisso tudo desde o início. Eles vinham os enganando, fazendo-os seguir Billy e pensar que eles poderiam proteger Scully. Mulder percebe que eles sabem onde ela está. Doggett diz que só ele sabe, mas Mulder diz a ele para ligar para Reyes de um telefone no FBI para avisá-la. Mulder precisa saber onde Scully está, e elas precisam sair de lá. Doggett diz que elas estão numa área norte da Georgia em Democrat Hot Springs. De repente Krycek quebra o vidro e agarra o celular de Mulder, que ele destrói no chão. Ele aponta sua arma para ele e ordena que ele saia do carro. Mulder sai. Krycek diz a ele que aquilo não é justo. Mulder pergunta o que ele sabe sobre o que é justo ou certo - ele é um covarde. Ele diz a Mulder que ele poderia tê-lo matado tantas vezes antes, e ele deve saber disso. Foi ele quem o manteve vivo, rezando para que de alguma forma ele sobrevivesse. Mulder diz que então não há mesmo um Deus. Ele pergunta a ele se acha que ele é mau e um assassino. O que ele não entende é que eles estavam atrás da mesma coisa. Mulder diz que ele queria pará-los, mas tudo que Krycek queria mesmo era salvar sua própria pele. Krycek diz que ele está errado. Ele tentou pará-los, e tentou matar o bebê de Scully para pará-los, mas agora é tarde demais. Mulder não o permitiria - e é por isso que ele tem que fazer isso (atirar em Mulder) por causa da profundidade daquilo tudo - dentro do FBI. Mulder diz que se ele quer mesmo matá-lo, que então vá em frente, como ele fez com seu pai. Ele diz que seu pai estava apenas tentando fazê-lo entender. Krycek puxa o gatilho, mas Skinner vem por trás dele e atira em seu braço. Krycek tenta pegar sua arma de volta e Skinner atira nele de novo. Krycek grita e cai no chão. Ele alcança sua arma novamente e atira contra Skinner. Ele diz a ele que vai precisar de mais balas do que eles já dispararam para vencer o jogo. Ele pode dar a eles mil vidas se Skinner atirar em Mulder. Skinner aponta sua arma e atira na cabeça de Krycek, que cai no chão. Mulder diz a Skinner que vai para o aeroporto e precisa da locação. Skinner diz para ele ir sozinho que ele vai conseguir. Mulder dirige para longe e Skinner se afasta. A câmera se move para mostrar o corpo de Krycek.

 

Scully está em trabalho de parto - suas contrações estão num período de dois minutos. A policial se inclina e Reyes vê uma saliência em sua nuca. Doggett vê Knoewle e Crane saírem do elevador. Ele diz para eles não chegarem perto ou ele vai atirar. Eles continuam vindo e, ao invés de atirar, Doggett foge. Eles o perseguem. Doggett desce para onde Skinner está e os dois correm. Reyes está perdida sem saber o que fazer, até que ela se lembra da água que está fervendo. Ela joga no rosto da mulher, que grita de dor. Scully grita, perguntando a Reyes o que está acontecendo. Reyes aponta sua arma para a mulher e pergunta quem ela é. De repente vários carros chegam na casa. Scully diz a Reyes que o bebê vai nascer. Reyes olha para longe e vê Billy se levantando, agora em perfeitas condições. Scully grita para Reyes. Doggett e Skinner chegam até o carro e conseguem fugir. Skinner diz a Doggett para ligar para Mulder. Crane aparece, eles o atropelam, e ele voa pelo pára-brisas. De repente ele quebra o vidro do passageiro. Reyes tenta acalmar Scully. Ela diz que tudo vai ficar bem, mas ela obviamente está muito amedrontada. Scully olha por trás de Reyes e vê Billy e outros se aproximando. Crane começa a estrangular Doggett enquanto Knoewle consegue alcançá-los. Scully diz que é o seu bebê e que ela não vai deixar ninguém tirá-lo dela. Enquanto isso, a perseguição continua. Reyes diz a Scully para empurrar, e Scully continua gritando para ela não deixá-los levarem o bebê, é dela. Skinner vê um bloqueio de cimento e diz a Doggett para se segurar, e bate o carro ali, jogando Crane para fora. Knoewle acelera e propositadamente passa por cima de Crane. Knoewle perde o controle do carro e bate num bloqueio, fazendo seu carro explodir. Enquanto isso, Reyes continua dizendo a Scully para empurrar. Scully grita - e seu bebê também.Mulder está num helicóptero. Ele vê a construção lá embaixo e diz ao piloto para descer. Quando ele chega lá, todos os carros estão se afastando. Ele grita para todos, perguntando onde Scully está. Reyes o vê e chama seu nome. Ela diz a Mulder que ele precisa levar Scully a um hospital.

 

Kersh examina o relatório e pergunta se deve levar toda a história a sério. Doggett diz que assinou o relatório. Ele diz a Doggett que viu sua assinatura, e viu a assinatura de Reyes também - num Arquivo X. Ele quer saber quando foi que Reyes se designou sozinha para a seção. Ela diz a ele que Doggett a designou. Kersh diz a Doggett que ele não pode assumir a autoridade da seção. Ele diz a Kersh que está assumindo porque o escritório está sob investigação - por causa do encontro que ele teve na noite anterior com Crane e Knoewle. Reyes diz a Kersh que os dois homens foram presumivelmente dados como mortos, mas agora desaparecidos. Kersh apenas os observa, enquanto os dois agentes se afastam. Kersh diz a Doggett que ele deve investigar só o que ele mandar. Doggett diz que foi designado por ele para os Arquivos X, e é isso o que ele está investigando. Reyes e Doggett saem da sala.

 

Mulder vai até o apartamento de Scully para vê-la. Quando ele chega ao quarto dela, ele encontra os Pistoleiros Solitários entregando presentes a ela. Byers diz a ele que eles apenas queriam... e Mulder termina a frase dele: "... ver com seus próprios olhos." Frohike diz a ele que é incrível - ele chegando a tempo de salvá-la e levá-la a um hospital. Byers diz a ele que ainda não sabem como ele conseguiu. Ele diz que eles nunca o alcançariam com coordenadas específicas. Ele só diz a eles que havia uma luz e a seguiu. Eles dizem que tem sua próxima manchete. Os Pistoleiros Solitários saem.

 

Mulder entra para ver Scully. Ele pergunta a ela como "todos" estão passando. Ela diz a ele que estão bem. Scully está segurando o saudável bebê gentilmente em seus braços. Ela caminha até Mulder. Ele olha encantado para o bebê, e o segura. Ele pergunta a ela qual será o nome do bebê, e ela diz que será William - como o pai. Ele olha para os olhos dela e depois para o bebê. Ele diz a ela que ele tem a cor dos olhos dela, mas então ele brinca e diz que parece suspeitosamente com Skinner. Ambos riem disso. Scully diz a ele que não entende o porquê deles terem ido atrás dela e do bebê, e mesmo assim não pegaram. Ele também não entende, exceto que talvez ele não é o que eles pensaram que era, mas mesmo assim isso não faz dele menos do que um milagre. Scully olha como se fosse chorar. Ela diz a ele que desde o minuto em que ela sabia que estava grávida ela temia pela verdade de "como" e "por que", e ela sabe que ele temia isso também.

 

MULDER: "Eu acho que nós temíamos as possibilidades. A verdade nós dois sabemos."

 

SCULLY: "E qual é?"

 

Nesse ponto, Mulder lentamente se inclina e eles compartilham um longo e apaixonado beijo, enquanto Scully começa a passar seus braços em volta dele e do bebê.

 

A tela vai se escurecendo...